03/12/2006

Idéias, produtos e serviços


De volta ao Brasil, depois de participar de um congresso em Cuba, uma amiga me trouxe exemplares de jornais editados e publicados por lá.

Lendo os tablóides, algo logo chama a atenção: não há propaganda de qualquer produto. Eu já sabia disto, mas é difícil acreditar que seja assim, sobretudo porque nos jornais e revistas que circulam por aqui mais da metade das páginas só tem propaganda. As mídias no nosso país são verdadeiros balcões vendendo de tudo o que se possa imaginar...

Faz alguns anos, ainda bem!, decidi não assinar jornais nem revistas. Pagar a grana que cobram e, para ler uma ou outra matéria, ter que olhar páginas e páginas de compre isto, compre aquilo, você ainda não conhece esse produto?, olha, depois de adquirir este troço aqui, você vai ser outra pessoa... acho que é um baita desrespeito para com o leitor.

Os tais jornais de Cuba, por sua vez, só trazem texto e alguma foto ou ilustração. O que destacam são as idéias e os ideais que interessam a quem paga a conta. Não vendem produtos, mas idéias. Qualquer idéia? Claro que não! Somente as que eles chamam de revolucionárias.

Os jornais daqui não fazem nada diferente disso. Também defendem os interesses, as idéias e os ideais de um grupo social que vive às custas da miséria e do trabalho da maioria. Quais interesses, idéias e ideais? Somente os que expressam os únicos valores dessa sociedade: competir, competir e competir.

Vender idéias, produtos e serviços, e convencer o maior número de pessoas a aceitá-las e consumi-los, são os únicos ideais das mídias em nosso tempo.

Lamentável, não?

3 comentários:

  1. Henrique Santana23:15

    lamentável demais....Ou é competir, ou comprar...é o pior é que diversas matérias são compradas, afinal essa é a lógica!

    Quero ver esses exemplares dos jornais de Cuba!

    Excelente material para o curso de formação, hein??

    Abçs

    ResponderExcluir
  2. Já vi destes exemplares cubanos. Um amigo mora lá, estudando medicina, e sempre traz alguns quando nos vêm visitar aqui no Brasil.

    Se forem como os que eu já vi, não acho que sejam material excelente para o curso de formação, como pensa o Henrique. Se de nossa parte a propaganda comercial está ao lado da propaganda ideológica em revistas, rádios e TVs, em Cuba a propaganda ideológica reina solitária. E excludente, como toda propaganda ideológica.

    Não vejo diferenças entre uma e outra propaganda.

    ResponderExcluir
  3. Henrique22:42

    Então Dieguito, será q te vejo domingo?

    Eu acho q é um excelente material não por ser melhor ou pior, mas para percebermos que existem diferentes formas e aí acho bacana entrar essa reflexão que você trás ( quem sabe até o donizete escreve sobre isso, hein?): a esquerda manipula tb?Existe algum tipo de veiculação não manipulativa?Ou seja, que não mostra sua posição ou tenha uma msg por trás?

    Será?

    Abraços

    ResponderExcluir