19/04/2007

Declaração de Glauber Rocha, cineasta


Eu não tenho o menor interesse de ganhar dinheiro com cinema, não tenho o melhor interesse de fazer indústria de cinema. Acho que a indústria de cinema dos tempos tradicionais é o assassinato do cinema, não tenho o menor interesse em converter o cinema em objeto de consumação de massa, acho isso pura demagogia e se eu quisesse ganhar dinheiro com cinema estaria fazendo filme comerical porque saberia fazer muito bem filmes comerciais, mas não me interessa e acho inclusive completamente imoral fazer isso. O meu objetivo é justamente fazer esse diálogo feroz com o público, mas que o público que em uma hora e meia ele não seja enganado, ele não sentar lá, pagar o dinheiro para se divertir inocentemente e depois o coro da boa consciência dizer exatamente o que deve de ser feito: um filme bom pro público, o público foi ver e gostou, achou bem feitinho, tá dando dinheiro e isso que deve ser feito. Essa mentalidade reacionária que existe no meio da crítica cinematográfica no Brasil e no meio de alguns produtores de cinema precisa ser acabada.

Veja na íntegra o Documentário Glauber Rocha - Labirinto do Brasil.

Um comentário:

  1. Ola doni Se ja Ouviu falar do "Batismo de sangue" é um filme Baseado no Livro do frei Betto

    Vou assisti-lo esse fds e depois te conto !!!!!!!

    ate

    ResponderExcluir