03/02/2008

Neve (ou Kars)

Acabei de ler Neve, de Orhan Pamuk, escritor turco que levou o Nobel de Literatura em 2006. Ganhei o livro de presente de amigo secreto. Ou melhor, de amiga secreta, uma colega de trabalho na Faculdade Sumaré.

O autor conta a história de um jornalista e poeta que viaja a Kars, a pretexto de fazer uma reportagem sobre jovens da cidade, e acaba sendo envolvido em graves questões políticas locais – justo ele, que havia sido exilado político na Alemanha. Ao mesmo tempo, escreve poesias e se apaixona perdidamente pela mulher que conhecera quando ainda era menino.

São muitas as histórias, são muitas as personagens, são muitos os problemas, são muitos os conflitos, são complexas as situações em que vive a população local nos poucos dias que o poeta passa na cidade cheia de neve do interior da Turquia.

Senti o frio de Kars. Andei por suas ruas e becos e prédios antigos. Quase toquei os flocos de neve... Vi a angústia, o desespero, a sacanagem, o abuso, o medo, a falta de perspectiva e de sonho de muitas pessoas daquela cidade.

Confesso que, lendo Neve (ou Kars), entendi um pouco mais de gente...

Obrigado pelo presente, Jarina!

Um comentário:

  1. Bom dia ProfºDonizeti.

    Apaixonei pelo resumo do livro NEVE-ORHAN PAMUK. Devorava cada palavra.
    Fiquei com gostinho de quero mais.
    Comprarei futuramente, para ler na íntegra.
    Beijos.
    JU/ Sumaré

    ResponderExcluir