17/01/2015

Leitores e Escritores

Como esperar que crianças e adolescentes sejam leitores [e escrevam bem] se pais e professores, em geral, não são leitores [e também não escrevem]? Quantos pais se dão ao trabalho [sim, isto é trabalhoso] de ler para seus filhos? Quantos professores, em sala de aula, se dedicam [sim, dedicação requer esforço] a ler para e com seus alunos?

Ora, ninguém nasce pronto. O que aprendemos, sobretudo quando somos crianças e adolescentes, é base pra toda a vida. É a partir dessa base que cada um de nós se transforma no que é. E quem ensina? Primeiramente, os que vivem mais próximos da gente; pais ou responsáveis são nossas principais referências. Depois, todos os outros adultos; o jeito que pensam e o modo como operam são exemplos que utilizamos para modelar nosso jeito de pensar e operar.

Você já viu este vídeo? [http://youtu.be/KHi2dxSf9hw]



Pois é justamente disto que estou falando. E se vale para cigarro, bebida, trânsito, tratamento com pessoas, objetos, animais, bebês, vida familiar... vale também para leitura e escrita [ou falta delas].

Ou seja, quando há ensino, há aprendizagem; o contrário também é verdadeiro. Se pais e professores forem leitores e escritores, filhos e alunos, possivelmente serão leitores e escritores; o contrário também é verdadeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário