23/08/2015

'O problema é a Dilma'

Parecido com o que aconteceu em Londrina esta semana, quando uma mulher teve um piti no supermercado, graças aos preços do vinho [ver aqui], vivenciei uma situação em que o personagem principal, homem adulto, 'formado' em sociologia numa grande univerdade e prestador de serviços, também estava puto com alguém que lhe devia um dinheiro, e o culpado era... Dilma.

Leia o breve diálogo: 

– e aí, tudo bem?

– não, né! Sei que você é petista, mas eu vou falar: o problema é a Dilma

– já lhe disse mais de uma vez que não sou petista, mas o que aconteceu?

– fiz um serviço e o cara me devia 3 mil reais

– e daí?

– ele disse que me pagaria na quinta, mas só depositou hoje, sexta, às 4 da tarde

– ainda bem, né?

– sim, mas eu tive que ligar pra ele cobrando… e se ele não tivesse depositado, eu ia aprontar um montão

– mas, felizmente, deu tudo certo

– deu, sim

– e a Dilma?

– ah ah ah… é um modo de dizer…


Pois é! Este tem sido o 'modo de dizer' de um monte de gente.
Penso que isto tem a ver a ignorância endêmica da qual muita gente é portadora – em grande medida, fruto da educação tecnicista que vingou nos últimos 40 anos no Brasil.

Mas tem a ver também com a vontade doentia de gente que tem que achar que os outros são responsáveis pela sua incompetência ao gerir os mais simples aspectos da vida.

Dá pra imaginar o que gente como essas dizem e fazem, quando os temas a serem discutidos e decididos têm a ver com a vida coletiva...

Nenhum comentário:

Postar um comentário